BANNER WEB - 970x250px - EDUCAÇÃO QUE TRANSFORMA.png

Último mês de 2021 é o dezembro mais chuvoso em 32 anos


Foto: Reprodução

Dezembro de 2021 vem batendo recordes nos acumulados de chuvas quando comparado a anos anteriores. Entre os dias 1º e 26, a estação pluviométrica de Ondina, usada como referência, registrou acumulados de chuvas de 360,4 mm, superando em seis vezes a normal climatológica do período, que é de 58,1mm, o que também faz do último mês de 2021 o mais chuvoso em 32 anos.


Nas últimas 72h foram registrados acumulados de chuvas em alguns pontos da cidade que também superam a média histórica, a exemplo de Pau da Lima (187,6mm), Castelo Branco (181mm), Mirante de Periperi (180,6mm), Sete de Abril – Bosque Real (177,8mm) e Pirajá (177,8mm). As informações são do Centro de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil de Salvador (Cemadec).

“Estamos de plantão 24 horas, com equipes aptas a atender as emergências que se façam necessárias em função das fortes chuvas, monitorando as condições do clima e emitindo alertas, voltados principalmente às comunidades que vivem em áreas de risco”, ressalta o diretor-geral da Codesal, Sosthenes Macêdo.

Comparativo anual – Em se tratando de precipitações, 2021 ocupa o posto de terceiro ano mais chuvoso dos últimos 11 anos, com 2.145,4mm de acumulados de chuvas até o momento, sendo superado por 2011 (2.169,4mm) e 2020 (2.297,1mm).


As normais climatológicas são médias de parâmetros meteorológicos computadas em um período de 30 anos consecutivos, obedecendo a critérios recomendados pela Organização Mundial de Meteorologia (OMM). No caso de Salvador, este padrão é determinado por medições realizadas nos últimos 30 anos pelo pluviômetro de Ondina, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), então o único existente na cidade.


Sirenes – Duas comunidades situadas em áreas de risco – Bosque Real (Sete de Abril) e Moscou (Castelo Branco) – tiveram as sirenes do Sistema de Alerta e Alarme acionadas pela Codesal, às 21h de ontem (25). A situação ocorreu devido às chuvas terem ultrapassado o patamar de 150mm de acumulados em 72h, seguindo o protocolo de segurança considerado de alerta máximo.


As famílias nessas áreas foram evacuadas para o abrigamento na Escola Municipal Castelo Branco com o auxílio de equipes da Defesa Civil de Salvador, da Secretaria de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza (Sempre) e da Educação (Smed). No local, recebem assistência necessária até a que a situação seja considera segura para que possam retornar para suas casas.


Previsão do tempo – Para a segunda-feira (27), a previsão é de céu nublado a parcialmente nublado com chuvas fracas, por vezes moderadas. Não se descarta a possibilidade de eventos significativos. Há risco para deslizamentos de terra. Qualquer situação de emergência deve ser informada através do número telefônico 199.