Após encontrar restaurante fechado, secretário estadual de Saúde ataca chef: "vagabunda"


Foto: Reprodução


Dona do famoso restaurante Preta, na Ilha dos Frades, a chef a chef Angeluci Figueiredo, foi pega de surpresa no último domingo (1) pelo secretário estadual de Saúde, Fábio Villas-Boas. Ao se dirigir ao estabelecimento e encontrar as portas fechadas, Villas-Boas enviou diversos insultos à profissional via WhatsApp.


“Esqueça de me ver de novo aqui. E ainda paguei 350 reais pra desembarcar...”, afirma o secretário nas mensagens, antes de acusar ameaçá-la de usar veículos de imprensa para divulgar mensagens negativas sobre o restaurante. "Amigo o caralho! Vagabunda", completou o secretário ao encerrar a conversa, via mensagens de texto.

De acordo com a empresária o atendimento no "Preta" teve de ser cancelado por conta de uma decisão da Capitania dos Portos que recomendou a restrição de navegação em todo o entorno, incluindo a Ilha dos Frades, uma das três ilhas de Salvador.


Revoltado, Angeluci disparou contra o secretário:


“O que autoriza uma autoridade, no exercício de uma função pública das mais relevantes do estado - a de secretário de Saúde do Estado da Bahia, e durante uma pandemia, o que torna a sua função sinhá mais responsável - chamar uma mulher de VAGABUNDA? O senhor admite algum senso de possibilidade de razoabilidade no seu gesto, no uso dessas palavras? E como se fosse insuficiente essa ofensa, o senhor me ameaça, de queixar-se a empresários e de me expor nos meios de comunicação, secretário”.

Após ver formado o mal estar e com grande repercussão nas redes sociais, Fábio Villas Boas usou seu perfil oficial no Twitter para se desculpar: