Centenário de Paulo Freire é celebrado com sessão especial na Câmara de Salvador



A Educação para Jovens e Adultos (EJA), modalidade que se inspirou na filosofia do pedagogo, será um dos temas do evento


A Câmara Municipal de Salvador irá realizar na quarta-feira (29), às 10 horas, uma sessão especial em homenagem ao filósofo e educador Paulo Freire, que completaria 100 anos em 19 de setembro deste ano. Solicitada pela presidente da Comissão de Direitos Humanos e de Defesa da Democracia Makota Valdina, vereadora Marta Rodrigues (PT), a sessão especial também fará uma menção a importância da Educação Para Jovens e Adultos (EJA), modalidade que teve em Paulo Freire fonte de inspiração para ser implantada no Brasil.


O evento acontecerá na plataforma virtual Zoom, sendo transmitido ao vivo pela TV CAM (Canal aberto 12.3) e pelas redes sociais do legislativo municipal (www.facebook.com/tveradiocam).


Segundo a vereadora, a história da EJA está diretamente ligada ao pedagogo - o patrono da educação brasileira conforme a Lei 12.612 - tido como referência no mundo todo por conta de seu legado centrado na autonomia, emancipação e libertação dos sujeitos.


"Freire em toda sua trajetória foi um ferrenho defensor da luta contra as desigualdades sociais, contra a exclusão e contra a exploração, e sua principal arma de combate eram os livros e a educação. Sua filosofia era nitidamente a favor de práticas públicas de ações educacionais que favorecessem a inclusão econômica, social e política dos indivíduos" explica a petista.

Citado em diversos estudos acadêmicos pelo mundo, além de acumular diversos títulos honoris causa, Paulo Freire continua sendo um das principais referências para educadores. Seu legado é tão importante que, recentemente, foi necessário que a Justiça brasileira se manifestasse com uma decisão para proibir o atual governo federal de fazer ataques ao educador.


"Diante de ataques absurdos e repletos de ódio contra Paulo Freire, a Justiça precisou se manifestar com essa decisão. O legado de Paulo Freire contraria esse governo, justamente porque o educador nos ensina que o objetivo maior da educação é a conscientização do aluno, levar o aluno a vencer o analfabetismo político para ler o mundo a partir de sua experiência, história e cultura. Como ele mesmo disse, perceber-se como oprimido para libertar-se da opressão. Tudo o que o governo não quer que aconteça aos brasileiros", acrescentou.

A sessão especial contará com uma palestra magna da educadora Tereza Vilaça, docente dos cursos de Pós-Graduação - CEPPEV da Fundação Visconde de Cairu. Tereza é mestre em Educação pela Universidade Federal da Bahia e graduação em História pela Universidade Federal de Pernambuco, tendo atuado como diretora Instituto Superior de Educação-ISE da Fundação Visconde de Cairu e como Coordenadora de cursos de Pedagogia e Turismo na Fundação Visconde de Cairu e na Faculdade Ipitanga.


Também fará uma explanação a professora Gilvanice Musial. Ela possui graduação em Pedagogia pela Universidade do Estado da Bahia, mestrado em Tecnologia pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais e doutorado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atualmente é professora adjunta da Faculdade de Educação e integra o Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Federal da Bahia.


Para acesso ao link do Zoom mande um WhatsApp para 71996633049