Ciro suspende pré-candidatura à Presidência após PDT apoiar governo na PEC dos Precatórios



Ciro Gomes (PDT) afirmou na manhã desta quinta-feira que vai deixar sua pré-candidatura "em suspenso" em razão da postura da bancada do partido durante votação da PEC dos Precatórios na Câmara, nesta madrugada. Ele disse não poder "compactuar com a farsa e os erros bolsonaristas". A PEC foi aprovada em primeiro turno na Câmara dos Deputados com 312 votos favoráveis, quatro a mais do que o necessário. O PDT orientou que seus parlamentares votassem a favor da PEC. Dos 24 deputados do partido, 15 votaram a favor, e seis, contra. Três não participaram.





A PEC dos Precatórios abre caminho para o governo aumentar as despesas e financiar o Auxílio-Brasil. Segundo analistas, isso pode ajudar o presidente Jair Bolsonaro na campanha de reeleição. A proposta precisa ser votada em segundo turno na Câmara para depois ser analisada pelo Senado.