Comunidade de terreiro em Simões Filho realiza rifa para intervenção no espaço; saiba como ajudar


Fotos: Jefferson Borges

Angariar recursos para obra de construção de banheiros em um terreiro de candomblé. Esse é o objetivo de uma rifa realizada pelos membros da casa “Unzó ia Kisimbi ria Maza Nzambi”, situada em Simões Filho, a 27 Km de Salvador. O sorteio acontece no próximo dia 6 de outubro e terá como prêmio uma camiseta e uma caneca com ilustração de um orixá. O vencedor (a) poderá escolher qual estampa deseja em cada produto. O valor do número é R$15.


O local dispõe atualmente apenas de um banheiro improvisado, o que acaba sendo alvo de constantes desconfortos para os frequentadores, sobretudo em dia de função e festa na casa. De acordo com a atriz, professora de teatro e membro da referida comunidade de santo, Josy Acosta, a ideia inicial era fazer uma vaquinha interna, somente com os frequentadores da referida comunidade religiosa de matriz africana. No entanto, o valor arrecadado foi insuficiente para a empreitada.


“O projeto consta de dois sanitários somente com o vaso e outros dois, com espaços para chuveiro. Me deram a missão de arrecadar o dinheiro e depositar na minha conta. Quando me passaram o orçamento de R$ 2.000,00 (risos) eu logo vi que mesmo todos doando, não teríamos essa verba no prazo determinado para iniciar a obra (antes da Festa do Caboclo Pena Branca, que será na segunda semana de outubro), até porque diante deste contexto de pandemia tem muito filho e filha que ainda estão desempregados. Pensei na rifa de algo que pudesse atrair atenção de pessoas de fora da roça, da cidade e do Estado da Bahia, que pudéssemos enviar pelos correios até o ganhador e que além de útil, tivesse valor simbólico. E está dando super certo!”, explica Josy, que apesar de ainda não ter sido iniciada na religião, faz parte da casa desde a sua fundação.


“Neste momento, graças aos Mkises temos 27 números disponíveis, mas com fé até dia 5 de outubro, prazo limite para pagamento, venderemos todos. Nosso objetivo é arrecadar fundos para obra, mas sobretudo premiar essas pessoas que estão dispostas a ajudar. Lembrando que após o sorteio, entraremos em contato com o ganhador e como concorrem pessoas de todo o Brasil, teremos o prazo limite de 10 dias úteis para entrega dos produtos. Diante do sucesso dessa Rifa, já estamos pensando em outras rifas para realizar neste ano e no próximo, somos gratos por tamanho apoio.”, acrescenta a moça que tem como orixá de cabeça, a deusa dos ventos, tempestades e do fogo, Iansã.

Fundado em novembro de 2014, o terreiro de Nação Congo-Angola, tem como líder religioso o professor doutor Tássio Ferreira Santana ( Taata Nseremi). O “Unzó ia Kisimbi ria Maza Nzambi”, como todo terreiro, é marcado pelo grande senso de coletividade. O espaço, desde a sua fundação, é mantido através da contribuição dos próprios filhos da Casa, dentro das possibilidades de cada um.


“Chegamos na rua da mangueira, nº 40, Cova da Gia- Simões Filho- Bahia, e construímos do zero, porque era tudo mata. A compra do sítio foi feita dentro da lei, pagamos a medição, temos escritura do terreno que está em nome do Líder da Casa, Tassio Ferreira. Nestes 7 anos, estamos construindo essa comunidade religiosa aos poucos, já fizemos rifa de outra natureza com objetos mais utilitários, cafeteira por exemplo, mas tinha valor menor e foi divulgada só entre filhos e frequentadores da casa”, complementa Josy.