Elevador Lacerda é iluminado com as cores da Letônia


Foto: Divulgação

Um dos maiores cartões postais do Brasil, o Elevador Lacerda, ganhou as cores da Letônia no último domingo (5). O gesto da Prefeitura de Salvador de iluminar de vermelho e branco o ponto turístico é em alusão ao centenário da relação bilateral entre os dois países.


O Governo Letão, por sua vez, marcou a simbólica data com o hasteamento da bandeira brasileira em frente ao Ministério de Assuntos Estrangeiros do país europeu, além do lançamento de um selo comemorativo e da exposição de documentos sobre o marco histórico. A Letônia tem papel de liderança na comunidade dos países bálticos, especialmente no que se refere ao desenvolvimento tecnológico e a temas culturais, abrigando um dos maiores festivais de cinema do continente.

Para a vice-prefeita Ana Paula Matos, os gestos simbólicos e a comemoração da data são importantes marcos no estreitamento da relação entre os países.


"Salvador estará sempre aberta para o fortalecimento de uma parceria como essa, fundamental para encorajar a cooperação entre instituições públicas e privadas de ambos os países, com o intuito de desenvolver atividades que contribuam para um melhor conhecimento mútuo e a difusão das respectivas culturas”.


Para o chefe do Setor Consular e Administrativo da Embaixada do Brasil em Estocolmo, Amintas Angel Santos Silva, a inclusão de Salvador nas atividades comemorativas do país europeu se justifica "pela importância econômica, comercial, cultural, turística e simbólica da primeira capital do Brasil". A Embaixada do Brasil na Suécia é responsável pela jurisdição da Letônia.


O subsecretário de Cultura e Turismo (Secult), Fábio Rosa, também destacou a relação centenária entre brasileiros e letões.


"Essa interação sempre aconteceu através de outras cidades, principalmente pelo Rio de Janeiro. Salvador, mostrando a visão da atual administração, está ampliando as relações de irmandade e comerciais. Ter essa relação com a Letônia é colocar Salvador de braços abertos para criar novos vínculos, apresentar nossas ações e também aprender com eles", ponderou.