Em Camaçari, Rui participa de solenidade de reabertura da antiga Fafen


Fotos: Alberto Coutinho/GOVBA

O governador Rui Costa participou, na manhã desta quarta-feira (3), da solenidade de reabertura oficial da planta de produção da antiga Fábrica de Fertilizantes do Nordeste (Fafen), no Polo Industrial de Camaçari. A unidade de produção foi arrendada pelo Grupo Unigel, em 2020, por meio da empresa subsidiária Proquigel Química, com investimentos estimados na ordem de R$ 95 milhões, gerando 320 empregos diretos.


“É um momento de alegria ver o retorno dessa fábrica que, pelo tamanho e importância, não poderia ficar fechada. Se o Brasil quer ser e é um dos quatro maiores produtores de alimentos do mundo, não pode abrir mão de ter uma produção de fertilizantes. Os maiores produtores de alimentos produzem internamente, em seus países, mais de 80% dos fertilizantes que precisam. O Brasil é o único que faz o inverso: produz apenas 20%. Então, do ponto de vista estratégico, é fundamental para a nação brasileira aumentar a produção de fertilizantes”, disse Rui.


A Proquigel também adquiriu a unidade da Fafen de Sergipe. Além das duas fábricas de fertilizantes, o arrendamento inclui os terminais marítimos de amônia e ureia no Porto de Aratu, na Bahia. Somadas, as duas plantas terão capacidade de produzir 925 mil toneladas de amônia, 1,125 milhão de toneladas de ureia e 320 mil toneladas de sulfato de amônio.


A planta da Bahia já havia retomado as atividades no fim de maio de 2021 e, por volta de agosto, começou a operar plenamente. Durante o evento, o fundador da Unigel, Henri Slezynger, afirmou que empresa irá investir na instalação de uma fábrica de amônia verde em Camaçari.


"A previsão é que as operações sejam iniciadas até o fim do próximo ano. Será a primeira fábrica de amônia verde no país e uma das primeiras e maiores em todo o mundo, colocando a Bahia num lugar de destaque internacional”, ressaltou.

Estrutura


A Unigel é o maior produtor latino-americano de acrílicos e estirênicos, com plantas em São Paulo e na Bahia. A unidade de Camaçari tem capacidade instalada anual de 160 mil toneladas de estireno, 15 mil toneladas de policarbonato, 95 mil toneladas de acrilonitrila, 12 mil toneladas de cianeto de sódio, 6 mil toneladas de tolueno e 3 mil toneladas de acetonitrila. O estireno produzido neste local também é utilizado como matéria-prima para a produção de poliestireno nas plantas de São José dos Campos e Guarujá.


Na Bahia, o grupo Unigel possui ainda uma planta instalada em Candeias, com capacidade anual de 20 mil toneladas de resinas acrílicas, 400 mil toneladas de sulfato de amônio e 90 mil toneladas de metacrilato (ou MMA). O sulfato de amônio produzido é usado principalmente em fertilizantes, enquanto o MMA é usado principalmente para a fabricação de plásticos e borracha sintética.