Feirantes do Mercado Municipal do Jardim Cruzeiro protestam contra descaso da Prefeitura

Feirantes do Mercado Municipal do Jardim Cruzeiro, localizado no bairro Jardim Cruzeiro, realizaram um protesto na manhã desta segunda-feira (14) contra a Secretaria Municipal de Ordem Publica (SEMOP). Os trabalhadores e trabalhadoras reclamam de problemas com a estrutura física do espaço e acusam o órgão de apreender as mercadorias e tratar os feirantes com hostilidade.

O vice-presidente da Associação dos Feirantes do Mercado do Jardim Cruzeiro, Rafael Araújo, destacou que as obras do mercado não foram concluídas e a sua estrutura tem problemas e está atrapalhando os feirantes. “Até o momento, a prefeitura não fez a ligação legal dos boxes, as bancadas estão molhando. E tem um problema de abastecimento de água, por conta do erro de instalação da tubulação, a água não está subindo para o tanque. O Mercado foi mal projetado na fachada e, por isso, os boxes e bancadas ficam escondidos. É descaso, incompetência e desperdício do dinheiro público”, pontuou.

Rafael também informou que os trabalhadores têm buscado a prefeitura, mais precisamente o secretário da SEMOP, Marcus Vinicius Passos Raimundo, para tratar sobre o assunto, mas sem sucesso. “Eles alegam que está na mudança de gestão e não podem atendes. Nós não conseguimos conversar com ninguém”, explicou.

A feirante Luci Dalva Bispo também destacou os problemas na estrutura do equipamento. “Todos foram identificados e apresentados aos responsáveis da obra pela Associação dos Feirantes do Jardim Cruzeiro e nenhuma providência foi tomada pela prefeitura. São problemas no telhado, paredes, não tem água, nem energia elétrica. E outro problema grande é a fachada sem visibilidade da fachada. Os feirantes esperam uma providência do prefeito ACM Neto e seus secretários”, disse.

Inconformada com o tratamento dado pela SEMOP, a feirante Marinelia Bispo desabafou. “A SEMOP nos trata como delinquentes. Para piorar a situação, os guardas municipais destratam e ameaçam os trabalhadores, humilhando publicamente. Um absurdo! Enquanto isso, um supermercado deixa no meio da rua um contêiner enorme, atrapalhando a feira, e nem se quer são autuados pela prefeitura. Onde está o prefeito ACM Neto e o prefeito eleito, Bruno Reis? Antes da eleição, o tratamento era com sorriso, agora soltam suas feras. Prefeito tome providências, pois somos trabalhadores dignos”, afirmou.

O presidente municipal do PT de Salvador, Ademário Costa, esteve presente no ato e destacou sobre a importância da Prefeitura de Salvador garantir aos trabalhadores e trabalhadoras condições e tratamento digno. “O mercado é uma verdadeira obra de fachada feita às pressas para angariar votos e ludibriar a população, prejudicado principalmente mães e pais de família que querem ganhar a vida de forma honesta”, constatou.

Mercado JC

O Mercado Municipal do Jardim Cruzeiro foi inaugurado em maio de 2019, com a presença de ACM Neto e Bruno Reis. Está localizado na Rua Rezende Costa e extinguiu a feira local que existia há mais de 50 anos. De acordo com a prefeitura, a obra teve um investimento de R$2,5 milhões, mas os trabalhadores e trabalhadoras locais garantem que há muitas falhas e a estrutura não atende às necessidades dos feirantes.