Governador cobra “posição técnica” da Anvisa e afirma que aplicaria Sputnik na Bahia mes

O governador Rui Costa (PT) foi o entrevistado do programa Globo News em Ponto na manhã desta sexta-feira (30). Provocado sobre o imbróglio envolvendo a autorização por parte da Anvisa para aplicação do imunizante russo contra a Covid-19, o Sputnik-V, o petista cobrou uma “posição técnica” do órgão federal para a negativa. Na última segunda-feira (26), a Anvisa, alegando uma série de problemas entre eles, a presença adenovírus com capacidade de replicação, não autorizou o uso do imunizante no país.

“O que nós queremos é um pouco de boa vontade da Anvisa. Recentemente, depois do contraponto do Instituto Gamaleya, ela [a Anvisa] disse que não testou a vacina. Então, ao invés de ficar com polêmicas, o que nós esperamos da Anvisa é que ela pegue um lote de vacinas e faça o teste. Ou ela própria ou encomende um laboratório isento que faça os testes pra saber se tem ou não esse vírus replicante, ao invés de ficar num debate sem sentido. Quem está precisando da vacina urgentemente somos nós, os brasileiros. Nós queremos uma posição técnica da Anvisa, com boa vontade de analisar e dizer ao povo brasileiro”, disse Rui.

O petista afirmou ainda que que aplicaria a Sputnik na população baiana, sem o aval da Anvisa, se através do Judiciário fosse permitida a aplicação.

“Eu não só aplicaria, como seria o primeiro voluntário a tomar, e a minha família também. Não estaria propondo isso se não acreditasse. São mais de 20 milhões de pessoas no mundo, nenhum caso reportado”, afirmou o governador.