"Jaques Wagner representa o passado", diz ACM Neto em Vitória da Conquista


Fotos: Gilberto Júnior


O presidente nacional do Democratas, ACM Neto, disse em Vitória da Conquista na noite deste domingo (15) que os baianos “querem olhar para o futuro porque o ex-governador Jaques Wagner representa o passado, representa uma história que está tendo o seu momento final, fechando um ciclo”. Em mais uma edição do movimento “Pela Bahia”, Neto esteve na principal cidade do sudoeste baiano para participar de uma celebração religiosa – as comemorações de Nossa Senhora das Vitórias -, e cumprir compromissos com políticos e lideranças da região.


Acompanhado pela prefeita Sheila Lemos (DEM), o presidente nacional do Democratas afirmou que, desde que foi lançado, no começo do ano, o “Pela Bahia” tem cumprido o seu papel.


“Tenho aproveitado as viagens para conversar com as pessoas, discutir os desafios e refletir sobre os caminhos para o futuro de nosso Estado. Não podemos aceitar, por exemplo, que a Bahia tenha os piores índices em educação e segurança pública de todo o país”, acrescentou ACM Neto.

Na casa de eventos Mediterrâneo, ACM Neto ressaltou que deve lançar sua pré-candidatura ao governo estadual até o final do ano.


“Aproveitei o convite da prefeita Sheila Lemos para participar da cerimônia religiosa e resolvemos também fazer uma agenda política. Amanhã (segunda-feira, 16), vou cumprir compromissos em Vitória da Conquista e Barra do Choça”, afirmou o ex-prefeito de Salvador.



“Tenho me preocupado muito em estimular setores econômicos que podem significar no futuro muito mais emprego para os baianos porque eu acho que esse é o nosso maior desafio. Temos um Estado ainda muito desigual, mas casa região tem a sua vocação, tem o seu potencial, e quero estimular ao máximo o potencial de cada região, dentro desta perspectiva de oferecer um novo horizonte para a Bahia”, disse ACM Neto.

O ex-prefeito afirmou também que está construindo a sua caminhada para disputar o governo da Bahia com muita determinação, planejamento e projeto consistente. “Acima de tudo, é a vontade de Deus. Mas, abaixo da vontade de Deus, só tenho um objetivo, que é disputar a sucessão estadual. Não cogito outra coisa, não tenho outro projeto. Se Deus ajudar, vamos consolidar essa pré-candidatura e vencer as eleições no próximo ano”.


ACM Neto disse, ainda, que depois das eleições, é preciso governar para todos.


“Não vou procurar Título de Eleitor para saber em quem o cidadão votou. Então, estou preparado para governar com qualquer presidente da República, como aconteceu quando fui prefeito”. Na opinião de ACM Neto, as eleições de 2022 vão colocar frente a frente o passado e o futuro. “Nós somos adversários do PT, eu vou fazer o enfrentamento do projeto do passado (PT) e o futuro. Eu quero representar o futuro”.

Segurança pública – ACM Neto disse que não fica feliz ao ver o governo da Bahia perder o controle sobre a segurança pública. “Esse é um legado que a gente não se orgulha, mas, no entanto, em nenhuma das quatro administrações do PT o governador chamou para si o problema e enfrentou a situação para levar a tranquilidade para todos os baianos”.


O presidente do Democratas comentou sobre o modelo de sua gestão em Salvador, que foi finalizada em 2020 com aprovação superior a 80%. Além disso, a capital baiana escolheu como sucessor o prefeito Bruno Reis (Democratas), eleito com votação recorde entre as capitais.


"Salvador é um pouco do jeito do nosso partido, do nosso grupo político de governar. Uma gestão focada em resultados, que procura fazer o máximo pelas pessoas, que procura traduzir o sentimento e o desejo do povo. Salvador é um cartão de visitas que me permite chegar em qualquer município e mostrar as transformações que vivemos em oito anos na capital baiana”