Mercado do Peixe é opção para compra de pescados da ceia da Semana Santa


Foto: Divulgação

Para garantir peixes, mariscos e crustáceos na ceia da Semana Santa, muitos soteropolitanos já iniciam a busca por esses produtos em estabelecimentos tradicionalmente conhecidos da cidade. O Mercado Popular de Água de Meninos (Mercado do Peixe), por exemplo, é um dos comércios populares mais procurados por quem busca pescados com preços mais acessíveis e de qualidade.


“Depois de um ano tão difícil, finalmente parece que as coisas voltaram ao normal. Temos fé que, com esse novo cenário da pandemia, as vendas sejam compensatórias”, diz animada a vendedora Maria Joselita dos Santos, que atua na profissão há 17 anos.

Mesmo com o crescimento de valores dos alimentos em comparação a 2021, Antônio Luís das Neves, feirante do Mercado do Peixe há mais de duas décadas, destaca que a população não abre mão da comida baiana na mesa neste período.


“O preço de tudo aumentou do ano passado para cá, e com os mariscos isso não foi diferente. O peixe ainda é um produto em conta, em comparação à carne vermelha”, ressalta.

Ele garante, no entanto, que a estratégia é tentar repassar o mínimo possível da alta dos custos para o bolso do consumidor, a fim de evitar o afastamento da clientela.


“Devido à demanda, infelizmente há um aumento, mas a gente se prepara para oferecer o bom e o melhor, com preços justos para os clientes. Graças a Deus, a gente já consegue perceber uma melhora significativa nas vendas”, celebrou.

Preços – Se no ano passado o quilo da corvina era encontrado no Mercado do Peixe por R$15, este ano, os consumidores encontram um reajuste de pouco mais de 13%. Ou seja, o preço do pescado está em torno de R$17. Um dos mais procurados do estabelecimento, a arraia está no mesmo patamar de preço.


Já o valor do quilo do camarão varia entre R$25 e R$55, enquanto que o dos peixes pescada amarela e vermelho custa, em média, R$40. O polvo, por sua vez, sai por R$45, e a mariscada sai a partir de R$30 o quilo.


Funcionamento – O Mercado do Peixe fica na Avenida Jequitáia, no Comércio, e funciona das 3h às 17h, de segunda a sábado, e das 3h às 14h, no domingo. Além desse estabelecimento, os clientes podem encontrar itens alimentícios para Semana Santa, como azeite de dendê, castanha e quiabo, nos mercados do Jardim Cruzeiro (Rua Rezende Costa) e São Cristóvão (Avenida Aliomar Baleeiro), que funcionam de segunda a sábado, das 7h às 17h, e no domingo, de 7h às 14h.


Outros locais que valem a visita são: o Mercado Municipal Dois de Julho (Largo Dois de Julho), que abre de segunda a sábado, das 7h às 18h, e no domingo, das 7h às 15h; assim como o Nacs Periperi (Rua Ambrósio Calmon) que funciona de segunda a sábado de 7h às 18h, e domingo, de 7h às 14h.

O Mercado Municipal de Itapuã, na Rua Genebaldo Figueredo, opera de segunda a sábado, de 7h às 20h, e no domingo, 9h às 20h. O Nacs Itapuã, na Avenida Dorival Caymmi, tem o horário de funcionamento de 7h às 18h, de segunda a sábado, e de 7h às 14h no domingo.