Povo-de-santo realiza protesto contra projeto de urbanização nas dunas de Itapuã


Foto: Rildo de Jesus

Um grupo formado adeptos de religiões de matrizes africanas, ambientalistas, e moradores da região de Itapuã realizaram um protesto, na manhã desta quinta-feira (10), contra o projeto da prefeitura de Salvador que prevê a urbanização das nas dunas de Itapuã. A manifestação ocorreu durante assinatura da ordem de serviço das intervenções no Monte Santo, situado nas dunas do bairro de Itapuã. A cerimônia contou com a participação do prefeito Bruno Reis e do ex-prefeito, ACM Neto.


O projeto criticado pelo grupo foi elaborado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), e integra as ações do projeto de Requalificação e Mobilidade Urbana de Salvador.Os manifestantes alegam que não foram ouvidos pela prefeitura para a realização do projeto.

Mudança – Outro ponto contestado pelos manifestantes diz respeito a mudança do nome do local de Dunas da lagoa do Abaeté para “Monte Santo Deus Proverá”. O projeto, de autoria do vereador Isnard Araújo, diz que o parque do Abaeté é um local frequentado por evangélicos e grupos neopentecostais e que a mudança seria uma forma de “homenagear cada pessoa que professa sua fé e realiza seus cultos no local”. No entanto, o local é historicamente frequentado por adeptos de religiões de matrizes africanas. O Abaeté, inclusive, é considerado sagrado pelos adeptos do candomblé.