BANNER WEB - 970x250px - EDUCAÇÃO QUE TRANSFORMA.png

Salvador inicia cadastro para intercambialidade de vacinas Covid-19




As grávidas, puérperas (até 45 dias após o parto) e pessoas que apresentaram eventos adversos graves após aplicação da 1ª dose de Oxford/AstraZeneca em Salvador poderão receber dose complementar com outro imunizante. A medida segue a recomendação do Ministério da Saúde e da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab).


Para ter acesso à intercambialidade, as gestantes e puérperas que não tenham apresentado eventos adversos pós-vacina ou que tiveram reações leves deverão procurar o médico do serviço de saúde público ou privado. O profissional irá realizar a avaliação clínica e indicar vacinação via intercambialidade através do site www.intercambialidade.saude.salvador.ba.gov.br.


Após o preenchimento dos dados no sistema, será gerado um QR Code com orientações sobre locais para vacinação, em conjunto com o relatório médico que deverá ser impresso, assinado pelo médico e pela gestante ou puérpera para habilitação da vacinação.


Já quem teve reações adversas moderadas ou graves, após o cadastro feito pelo médico no mesmo sistema eletrônico de intercambialidade, o episódio será encaminhado para Câmara Técnica Estadual para avaliação e definição de um parecer técnico. O usuário deverá aguardar o contato da equipe técnica de vigilância de eventos adversos pós-vacinação do município, que irá realizar a habilitação do mesmo para vacinação, de acordo com o parecer emitido pela Câmara Técnica Estadual.


Os Multicentros Liberdade e Carlos Gomes, além da UBS Vila Matos, no Rio Vermelho, serão os locais de aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 via intercambialidade na capital baiana.