Salvador promove feira virtual inédita de adoção de cães e gatos


Foto: Reprodução

Já imaginou poder escolher um pet para chamar de seu usando apenas a tela do computador, celular ou tablet? Pois esta é a proposta do Match da Adoção, feira virtual de adoção de cães e gatos que será lançada pela Prefeitura nesta quinta-feira (12). Nesta primeira edição, serão apresentados no Instagram e Tik Tok da Prefeitura (@prefsalvador) cachorros do abrigo Doce Lar (@docelar10).


A ação é resultado de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) e a Diretoria de Proteção Animal (Dipa), da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). A iniciativa visa promover a adoção de cães e gatos de abrigos parceiros da Prefeitura.


Para esta edição foram selecionados os cãezinhos Esperança, Juninho Play, Mocó, Nakia e Tony. Os seguidores que derem “match”, seja para um ou mais bichinhos, poderão ir diretamente ao abrigo apresentar documentos pessoais e levar o novo amigo para casa.


“Essa iniciativa tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre o cuidado com os animais, além de mostrar a importância do acolhimento responsável dos pets”, explica o diretor de Comunicação Digital da Prefeitura, Paulo Vitor Bispo.

Requisitos – Para a adoção é preciso, no entanto, que a pessoa esteja comprometida com a guarda responsável do animal, evitando que o mesmo sofra abandono, o que é considerado crime. A feira de adoção permanecerá até o próximo dia 22.


“Qualquer pessoa ou núcleo familiar que esteja comprometido com a adoção e a guarda responsável estão aptos a adquirir um dos animais. Ou seja, é preciso que a pessoa ou a família faça antes uma avaliação do local onde o animal vai viver, e se a rotina e o orçamento comportam as demandas desse bichinho. O formato virtual vai ampliar o alcance dessa iniciativa, já que as pessoas que buscam esses animais já estariam pré-dispostas a realizar a adoção”, explica a diretora da Dipa/SMS, Michelle Holanda.

Ampliação – Depois do dia 22, outros animais serão apresentados, a exemplo dos gatos que foram resgatados na colônia de Piatã, após um incêndio que afetou a região em julho do ano passado. “O objetivo é manter essa feira de forma constante, para alcançar o maior número de interessados na adoção”, finaliza Michelle.