Salvador Tech visa aproximar cidadãos do mercado de tecnologia


Fotos: Valter Pontes/Secom

A capital baiana passa a contar com a plataforma Salvador Tech, um portal destinado ao mercado de tecnologia na cidade, com trilhas, cursos e vagas. Promovido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda (Semdec), os detalhes da iniciativa foram apresentados pelo prefeito Bruno Reis, em cerimônia de lançamento realizada nesta quarta-feira (9), no Hub Salvador, no Comércio.


Participaram ainda do evento a vice-prefeita Ana Paula Matos e a titular da Semdec, Mila Paes, e gestores de grandes empresas como IFood, Cubos Academy e Ford. Os representantes do Salvador Tech, Leandro Lima; do Fundo de Investimento Valor Capital, Carlos Costa; e da Sanar, Bira Mercês, integraram uma mesa-redonda para debater os rumos da gestão tecnológica, o futuro e a governança do ecossistema de negócios no meio digital na capital baiana.


O prefeito Bruno Reis afirmou que para construir uma cidade do futuro, é preciso começar a escrevê-la no presente.


“Uma de minhas metas é inserir Salvador neste mundo digital, modernizar e dar mais eficiência às políticas públicas. Isso leva a uma Prefeitura completamente digital, que facilita a vida do cidadão e traz novos e melhores resultados, conectados ao que acontece no Brasil e no Mundo. Ainda somos uma cidade muito injusta, e só iremos mudar essa realidade quando, através de nossas ações, pudermos garantir mais oportunidades de emprego e renda. Para tanto, estamos oferecendo incentivos fiscais e oportunidades para reter aqui os novos talentos”.


Bruno Reis anunciou ainda que a Prefeitura está preparando um Plano Municipal de Tecnologia e Inovação, no sentido de estruturar o ecossistema digital da capital baiana. “A intenção é ter a tecnologia como política de estado e não de um governo”, pontuou.


Plataforma – Com a área de tecnologia como foco principal, o Salvador Tech visa informar, capacitar e conectar jovens talentos aos temas e profissões do mercado, promovendo inclusão digital e social nas carreiras que mais crescem no mundo. Uma iniciativa do planejamento estratégico da Universidade Digital e das trilhas do programa Treinar para Empregar, também da Semdec.


As informações estarão disponibilizadas de forma interativa, gratuita e acessível no portal, por meio de mais de 12 parcerias com instituições privadas do setor. Os interessados precisam apenas se cadastrar na plataforma e poderão acessar de forma gratuita os conteúdos da página.


Para o lançamento, o programa já conta com quatro trilhas de aprendizagem (conhecimentos básicos, carreiras, softskills e cursos técnicos) para mais de 80 cursos e 140 aulas completamente on-line e gratuitas. Tudo poderá ser acessado através do endereço eletrônico http://salvadortech.salvador.ba.gov.br.


A formação introdutória conta com uma união entre o teste de perfil profissional e os cursos de instituições atuantes do setor, com temas, desde conhecimentos básicos até softskills e de tecnologia. Deste modo, a Salvador Tech visa descobrir a vocação do candidato e encaminhá-lo para programas voltados à empregabilidade na formação tech correspondente.


Após a parte inicial do portal, as empresas parceiras, que necessitam dos profissionais da área, se associam dentro da plataforma para construir uma trilha personalizada de formação profissional. O objetivo é que a empresa funcione como uma escola para sua própria demanda. Ao longo dos próximos anos, a Prefeitura irá proporcionar mais de 5 mil oportunidades de formativos técnicos para a população de Salvador.


Além disso, outro foco do programa é fortalecer a empregabilidade junto às empresas do ecossistema em Salvador. O Salvador Tech também ofertará vagas e informará sobre novidades do mercado, tanto para estudantes como cidadãos cadastrados.


Nova economia – A secretária Mila Paes ressaltou que, com o Salvador Tech, o Município traz um novo olhar sobre a diversificação de uma matriz econômica já em atuação na cidade, com um valor e potencial turístico existentes, investindo na oferta de conhecimento para a população. A iniciativa faz parte da estratégia de desenvolvimento econômico, formação e gestão dos talentos, pilar essencial para viabilizar a transformação econômica do município.


“A Prefeitura está buscando modificar o vetor econômico da cidade para um segmento mais tecnológico e de economia criativa. Por isso, a plataforma Salvador Tech é tão importante. Por meio de parcerias entre entes públicos, privados e o terceiro setor, a política pública irá promover essa inclusão digital e social necessária para jovens e interessados integrarem esse novo ecossistema tecnológico”, afirmou Mila Paes.

Para isso, de acordo com a gestora, serão trabalhados quatro pilares do talento, dentre eles a nova economia, contendo empreendedores e em parceria com universidades e demais instituições de ensino tecnológico; a densidade e a governança desse mercado, buscando a Salvador do futuro; além do ecossistema criativo, trabalhando o diagnóstico desse potencial criativo, com a criação de fundos, prospecção nos bairros de novos talentos, auxiliando a criação de fundos e recursos para trabalhar a economia criativa de Salvador. “O objetivo final é gerar renda, empregar essas pessoas, oferecer oportunidades”, completou a titular da Semdec.