Salvador terá linha de cuidado integral para pessoas com doença falciforme


Foto: Reprodução

Para qualificar o acesso à rede municipal com garantia de cuidado em todos os níveis de atenção para os usuários com doença falciforme em Salvador, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) vai implantar uma linha de cuidado integral que orienta o percurso assistencial em diferentes níveis de atenção, por meio do acolhimento qualificado aos usuários. A portaria que define a estratégia foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM) desta segunda-feira (21).


Aproximadamente 2 mil usuários são assistidos nos ambulatórios especializados para tratar a doença falciforme no município. Salvador é a capital brasileira com maior incidência da doença e para reforçar a detecção precoce, os postos de saúde oferecem a eletroforese de hemoglobina – exame para detecção da doença em pessoas que não a identificaram no período neonatal, através do Teste do Pezinho. O resultado fica pronto em aproximadamente dez dias.

Para fazer o exame, basta ir à unidade básica mais próxima. A depender do diagnóstico, o usuário será encaminhado a um especialista, hematologista pediátrico ou adulto, nos ambulatórios de Doença Falciforme presentes nos Multicentros de Saúde Carlos Gomes e Vale das Pedrinhas, que são unidades de referência para o tratamento. A partir de então, passam a receber medicamentos e realizar exames, que auxiliam no controle da doença ao longo da vida.


O titular da pasta, Leo Prates, considera um avanço a nova estratégia para atuação integral no tratamento da doença falciforme dentro do SUS em Salvador.


“Sabemos que se trata de uma doença genética hereditária e o que importa é garantir um suporte necessário para assegurar acesso aos medicamentos, consultas e todos os serviços necessários para garantir qualidade de vida às pessoas com a doença falciforme ”.