Secretário de Saúde confirma que 21 grávidas se vacinaram com AstraZeneca em Salvador; gestantes dev

O secretário de Saúde Leo Prates anunciou hoje (11) que 21 gestantes de Salvador receberam o imunizante AstraZeneca. Nesta segunda-feira (10), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a suspensão imediata do uso desse imunizante (AstraZeneca/Fiocruz) em gestantes. Agora, só podem ser aplicadas nas grávidas a CoronaVac e a vacina da Pfizer.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, a aplicação foi feita no dia 07 de maio, portanto anterior à notificação da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendendo a aplicação da fabricante para este grupo.

“Para que exista um acompanhamento mais rigoroso dos casos, a SMS orienta que as gestantes que receberam outro imunizante, que não Pfizer, devem procurar de imediato a Secretaria e relatar os sintomas adversos através do site reacoesadversascovid.saude.salvador.ba.gov.br/ “, explicou o gestor.

“Vale salientar que para evitar ocorrido similar, a Secretaria Municipal da Saúde esclarece que as gestantes têm hoje pontos exclusivos de vacinação em Salvador apenas com aplicação do imunizante Pfizer”, completou.