Sem Carnaval, Bahia registra grande fluxo de turistas


Foto: Tatiana Azeviche/Setur

Se não fosse pela pandemia da Covid-19, esta sexta-feira (25) seria de Carnaval, dia em que, tradicionalmente, chegam mais turistas para aproveitar a festa na Bahia. Não haverá a folia, mas os visitantes não deixam de desembarcar no aeroporto de Salvador. Segundo a administradora Vinci Airports, até 3 de março, a oferta de assentos em aeronaves para a capital baiana está 31% maior, em relação ao mesmo período de 2021.


A dentista paulista Cíntia Bianchini, 41 anos, retornou à Bahia com o marido e os quatro filhos, para curtir Imbassaí, na Costa dos Coqueiros, com hospedagem all inclusive.


“Adoramos o clima e a hospitalidade dos baianos e viemos para descansar, mas vamos curtir um pouquinho de festa também, porque no hotel haverá uma programação com trio elétrico”.

De Belo Horizonte, veio o empresário Anderson Siqueira, 43 anos, que optou por um resort de luxo em Praia do Forte. “Queria mesmo era ir para a rua, pois o Carnaval é o que mais me encanta na Bahia, mas vou relaxar no Litoral Norte”.

A farmacêutica goiana Faele Cristina, 35 anos, desembarcou acompanhada da família e de amigos.


“Vamos passar dois dias em Salvador e três em Morro de São Paulo, com direito a city tour e passeios de lancha”.

Para o período do Carnaval, a previsão da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih-BA) é que a ocupação hoteleira seja de 100%, em Praia do Forte, Morro de São Paulo, Trancoso e Chapada Diamantina. Para Salvador, Porto Seguro e Ilhéus, a estimativa é de 80% de ocupação.