Sobe para 3,5 mil o número de pessoas que não compareceram aos postos para 2ª dose contra Covid-19 e

O esquema vacinal incompleto não assegura a imunidade contra o vírus

Sobe para 3,5 mil o número de pessoas que deveriam receber a segunda dose do imunizante contra Covid-19 que ainda não compareceram aos pontos de imunização para completar o esquema vacinal em Salvador. A recomendação é que a dose de reforço da CoronaVac seja aplicada 28 dias após a administração da primeira.

Para alertar esse público sobre a importância de finalizar o processo de imunização, equipes da Secretaria Municipal da Saúde encaminham mensagens de texto para o celular dos faltantes convocando os mesmos para finalizar o ciclo que assegura a imunidade. No portal http://www.saude.salvador.ba.gov.br/vacinacao-covid/ também é possível consultar o dia que cada pessoa deve retornar aos pontos de vacinação.

A informação sobre a data de retorno para aplicação da segunda dose está contida no cartão de vacinação do imunizado.

“É necessário que as pessoas sigam rigorosamente as orientações prestadas pelo Programa Nacional de Imunização, que estão alinhadas com as recomendações dos fabricantes dos imunizantes, para assegurar a proteção contra o vírus. O esquema vacinal incompleto não assegura a imunidade contra a doença”, afirmou Adielma Nizarala, médica infectologista.

O sistema imunológico leva, em média, duas semanas para criar anticorpos neutralizantes, capazes de barrar a entrada do vírus nas células, de acordo com estudos publicados. A resposta pode variar de acordo com faixa etária e outros aspectos individuais do vacinado. Ou seja, mesmo após a segunda dose não significa proteção imediata aos vacinados. A proteção começa, em média, duas semanas após a aplicação da segunda dose.