Vídeo: Lira evita falar sobre impeachment e pede pacificação entre poderes


Foto: Reprodução

Em pronunciamento no inicio da tarde desta quarta-feira (8), o presidente da Câmara Federal, Artur Lira (PP-AL) comentou as manifestações de 7 de Setembro. O deputado e evitou falar sobre um possível pedido de impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Bolsonaro fez discursos de ataques às instituições, com ênfase contra o Supremo Tribunal Federal (STF), e deu caráter golpista aos atos.


“Conversarei com todos, e com todos os poderes. É hora de um basta a essa escalada em um infinito looping negativo. Bravatas em redes sociais, vídeos e um eterno palanque deixaram de ser um elemento virtual e passaram a impactar o dia a dia do Brasil de verdade”, disse.

“Nossa Constituição não será rasgada”. completou.

Por fim, Lira a urna eletrônica, ao contrário do presidente:


“O único compromisso inadiável e inquestionável está marcado para 3 de outubro de 2022, com as urnas eletrônicas. São as cabines eleitorais, com sigilo e segurança, em que o povo expressa sua soberania. Que até lá tenhamos todos serenidade e respeito às leis”, afirmou.